Laboratório de Virologia Aplicada
  • UFSC alerta para falsas informações sobre laudos relativos ao Coronavírus

    Publicado em 13/04/2020 às 19:58

    Em razão de informações que têm sido divulgadas, atribuindo ao Laboratório de Virologia Aplicada, do Departamento de Microbiologia Imunologia e Parasitologia, do Centro de Ciências Biológicas (CCB), da Universidade Federal de Santa Catarina, a emissão de laudos que atestam a eficiência de produtos no combate ao Coronavírus, a UFSC informa que:

    1. O Laboratório não utiliza amostras de Coronavírus na realização de suas atividades, razão pela qual em nenhum momento divulgou qualquer resultado quanto a produtos/equipamentos que tenham comprovada eficácia para eliminar o Sars-Cov-2 ;

    2. Em um dos casos, relativos a uma máscara com um “tecido tecnológico” que teria eficácia comprovada, o laudo que tem sido utilizado como atestado pela UFSC, é produto de grosseira falsificação, feita sob documento original, emitido pelo Laboratório de Virologia Aplicada a pedido de empresa, sem qualquer relação com o Coronavírus;

    3. No outro caso, divulgado em veículo de circulação nacional, a afirmação de que “Gerador de ozônio elimina 99,9% de coronavírus em ambientes, avalia UFSC” não encontra respaldo em nenhum laudo, uma vez que, como dito no item 1, o Laboratório não utiliza o Coronavírus para os testes e, portanto, nunca emitiu qualquer documento técnico com tal afirmação.

    Além do presente esclarecimento, a bem da saúde pública e da verdade dos fatos, a UFSC está encaminhando todos os documentos relativos aos dois casos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal, a fim de que sejam realizadas rigorosas investigações e identificados os responsáveis pela difusão de notícias falsas, que utilizam indevidamente a competência e seriedade de nossas(os) pesquisadoras(es) e da Instituição.

    Florianópolis. 13 de abril de 2020.

    FONTE: https://noticias.ufsc.br/2020/04/ufsc-alerta-para-falsas-informacoes-sobre-laudos-relativos-ao-coronavirus/


  • Pesquisadores da UFSC informam sobre a realização de exames para COVID-19

    Publicado em 06/04/2020 às 14:28

    O grupo de pesquisadores da UFSC que, desde 20 de março, se articulou junto ao o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado de Santa Catarina (LACEN/SES/SC),  para atuar de maneira voluntária na realização de exames no diagnóstico da COVID-19, informa que, em razão da intermitência e demora no fornecimento de kits de diagnóstico ao LACEN até a semana passada, a atividade voluntária da UFSC foi comprometida pela impossibilidade de repasse dos referidos kits.

    Depois de um período para adequar a infraestrutura necessária à recepção de amostras, a realização dos ensaios de extração de RNA (material genético do vírus) e de ensaios de diagnóstico pela técnica denominada “PCR em tempo real” ou “qPCR”, houve ainda um prazo de troca de informações técnicas quanto aos procedimentos requeridos ao diagnóstico.

    Na primeira etapa foram entregues pelo LACEN à UFSC, no dia 26 de março, amostras e kits para diagnóstico. Os resultados foram devolvidos pela UFSC ao LACEN no dia seguinte. Nos últimos dias houve intenso trabalho pelas equipes da UFSC em otimizar a disponibilidade e uso de equipamentos para os referidos diagnósticos, assim como na busca por alternativas diagnósticas baseadas na mesma metodologia frente à carência de insumos e kits no Brasil.

    A equipe alerta, contudo, que a realização dos testes está concentrada  no próprio LACEN, em virtude da elevada demanda de exames e da carência de quantitativo de kits necessários à realização dos testes  decorrente da baixa escala de produção ou oferta dos kits para atender a demanda emergencial, fato que já foi amplamente divulgado na mídia pelo Ministro da Saúde e pelo Secretário Estadual da Saúde do Estado de Santa Catarina.

    A força-tarefa da UFSC se reuniu com a Direção do LACEN/SES/SC na noite desta sexta-feira  dia 03 de março e reafirmou sua posição de instituição voluntária para com o LACEN e para com o Estado de Santa Catarina no diagnóstico da COVID-19, estando plenamente mobilizada e pronta a realizar os exames tão logo seja regularizado o fluxo de recepção de kits de extração e diagnóstico para COVID-19 pelo LACEN e seja possível seu repasse à UFSC.

    Fonte: UFSC


  • Participação de força-tarefa da UFSC na detecção de casos de COVID-19 em SC

    Publicado em 24/03/2020 às 17:02

     

    Quatro laboratórios da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) passaram a integrar, a partir desta terça-feira, 24 de março, a força-tarefa destinada a trabalhar na detecção de casos de infeção pelo Novo Coronavírus (Covid-19). Eles irão auxiliar o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina.

    A força-tarefa da UFSC atuará sob a coordenação do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina, com o objetivo de contribuir na ampliação do número de amostras testadas para detectar os casos de Covid-19, aportando equipamentos e pessoal técnico.

    Inicialmente farão parte da força-tarefa o Laboratório de Biologia Molecular, Microbiologia e Sorologia (LBMMS/CCS), o Laboratório de Virologia Aplicada (MIP/CCB) e o Laboratório de Protozoologia (MIP/CCB), podendo ser ampliado o número de laboratórios envolvidos de acordo com a necessidade de ampliação do número de testes a serem realizados.

    Nesta fase inicial, os equipamentos de PCR em tempo real (qPCR) a serem utilizados no âmbito do CCB foram cedidos pelo Laboratório Multiusuário de Estudos em Biologia (Lameb), pelo Laboratório de Imunobiologia (Lidi/MIP), pelo Laboratório de Virologia Aplicada (MIP)  e pelo Laboratório de Imunologia Aplicada à Aquicultura (LIAA/BEG) do CCB.

    Em nota publicada no site do Laboratório de Protozoologia, a equipe agradeceu a “imediata e voluntária disponibilização de equipamentos, de insumos e de oferta de mão de obra de inúmeros pesquisadores, professores, laboratórios e grupos de pesquisa de diferentes unidades da UFSC”.

    Mais informações em: https://noticias.ufsc.br/2020/03/ufsc-participa-de-forca-tarefa-para-deteccao-da-covid-19/


  • Seja bem-vindo!

    Publicado em 18/03/2019 às 10:37

    O Laboratório de Virologia Aplicada (LVA) conta com a atuação das Professoras Gislaine Fongaro (Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia), Izabella Thaís da Silva (Departamento de Ciências Farmacêuticas) e Ariadne Cristiane Cabral da Cruz (Departamento de Odontologia) da Universidade Federal de Santa Catarina.

    O LVA foi fundado em 1993 pelas Professoras Cláudia de Oliveira Simões do Departamento de Ciências Farmacêuticas (CIF) do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e Célia Regina Monte Barardi do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia (MIP) do Centro de Ciências Biológicas (CCB).

    Os estudos desenvolvidos no LVA levaram a triagem de mais de 1.500 extratos e frações de origem natural, sendo que mais de 1.000 substâncias sintéticas já foram analisadas, gerando inúmeros trabalhos em periódicos científicos e pedidos de proteção intelectual ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) na área de antivirais e antitumorais. Além disso, a investigação de vírus entéricos, de origem animal e humano, bem como bacteriófagos como ferramentas biotecnológicas já resultou em mais de 200 publicações em periódicos científicos e capítulos de livros.

    Conheça um pouco mais do LVA no vídeo comemorativo do seus primeiros 20 anos de atuação.